Detran registra mais de mil pessoas envolvidas em acidentes de trânsito

Segundo dados da Divisão de Engenharia de Trânsito do Detran-RR (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima), nos primeiros três meses deste ano, 1.411 pessoas se envolveram em acidentes de trânsito no Estado. O número significa um aumento de 31,1% quando comparado com 2021, que teve registro de 1.076 ocorrências.

Do total de 1.411 envolvidos em acidentes de trânsito, 759 sofreram lesões corporais, 568 tiveram danos materiais, 44 morreram e em outros casos 40 não foram informados o tipo de prejuízo. A maioria era condutor de veículo, com 842 envolvidos; 86 passageiros; 349 motociclistas; 74 garupas de motocicleta ou bicicleta; 33 ciclistas e 20 pedestres.

Quando se trata de gênero, os homens lideraram o ranking, com 972 envolvidos em acidentes de trânsito, seguido por mulheres com 351, e 88 casos sem gênero informado. Pessoas com idade entre 24 e 29 anos foram a maioria no número de vítimas, com 220 ocorrências.

Em relação às vítimas fatais, no primeiro trimestre de 2022 foram registradas um total de 44 mortes, sendo que motociclistas e garupas representaram 52% dessas vítimas que vieram a óbito, com 23 mortos.

CAUSAS DE ACIDENTES

Entre tantas causas de acidentes de trânsito que ocorreram de janeiro a abril deste ano, em Roraima, o Detran registrou: invasão no cruzamento, com 251 casos; fechamento lateral, 129; embriaguez, 99; perda de controle, 35; ciclista na via, 26; pedestre na via, 14, e animais na via ocasionaram 12 acidentes, entre outras.

ANO DE 2021

Em janeiro, fevereiro e março do ano passado, 1.076 pessoas se envolveram em acidentes de trânsito, sendo que 576 saíram com lesões corporais; 438 tiveram danos materiais, 28 morreram e 34 não tiveram registro de prejuízo informado. A maioria eram condutores de veículo, com 663 envolvidos; 45 passageiros; 263 motociclistas; 66 garupas de motocicleta ou bicicleta; 25 ciclistas e 12 pedestres.

Ainda naqueles três primeiros meses de 2021, o número de homens envolvidos em acidentes de trânsito foi de 772; foram 241 mulheres no período; e 63 não tiveram o gênero informado. Jovens com idade entre 24 e 29 anos foram os que mais se envolveram em acidentes de trânsito no ano passado, com 845 casos. 

No mesmo período do ano passado, foram registrados 28 óbitos, sendo que motociclistas e garupas representaram 67% dos casos, com 19 mortes.

O presidente do Detran RR, Álvaro Duarte, afirmou que existem medidas que previnem colisões, atropelamentos e outros problemas no trânsito, como dirigir em boas condições físicas e psicológicas, evitar caminhos que apresentem riscos, entre outros.

“O trânsito é feito pelo envolvimento de motociclistas, condutores de veículos, ciclistas e pedestres. Para se evitar acidentes, todos devem estar atentos às regras de trânsito e principalmente às regras de convivência no trânsito”, comentou.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está de acordo com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Saber mais

Pular para o conteúdo